domingo, 30 de dezembro de 2012

A nossa proposta para 2013...



"A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo."
Peter Ferdinand Drucker


Um excelente 2013 são os votos do NE25A.



sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Aconselhamos... Resistência!

Aconselhamos o espetáculo do grupo "Resistência", amanhã, dia 29 de dezembro, no Pavilhão Multiusos, em Guimarães,  pelas 22:00h.
Os Resistência, são uma banda surgida na primeira metade dos anos 90 responsável por vários sucessos e que neste concerto em Guimarães,contará com toda a formação original - Fernando Cunha, Miguel Ângelo, Pedro Ayres de Magalhães, Tim, Fernando Júdice, Alexandre Frazão, José Salgueiro, Rui Luís Pereira, Fred Mergner e Olavo Bilac – a quem juntar-se-ão os guitarristas Mário Delgado e Pedro Joia

"Nasce Selvagem" e "Um Lugar ao Sol", dos Delfins, "Não Sou o Único" e "Circo de Feras", dos Xutos & Pontapés, "Que Amor Não Me Engana", de Zeca Afonso, "Erva Daninha", de António Variações, e "Amanhã é Sempre Longe Demais", dos Rádio Macau, foram temas incluídos no repertório.

Um dos últimos grandes espetáculos em 2012, na cidade de Guimarães.

domingo, 23 de dezembro de 2012

Feliz Natal... são os votos do NE25A



História Antiga
Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava, reparava e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.

E, na verdade, assim acontecia.
Porque um dia,
O malvado,
Só por ter o poder de quem é rei
Por não ter coração,
Sem mais nem menos,
Mandou matar quantos eram pequenos
Nas cidades e aldeias da nação.

Mas, por acaso ou milagre, aconteceu
Que, num burrinho pela areia fora,
Fugiu
Daquelas mãos de sangue um pequenito
Que o vivo sol da vida acarinhou;
E bastou
Esse palmo de sonho
Para encher este mundo de alegria;
Para crescer, ser Deus;
E meter no inferno o tal das tranças,
Só porque ele não gostava de crianças.

Miguel Torga

A todos desejamos um Bom Natal. 

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Aconselhamos... " O Grande Chefe"

"O Grande Chefe" é escrito por Carlos Nogueira, com ilustrações de David Pintor e é editado pela Tcharan.
É um livro para crianças mas que fará sorrir os mais velhos pelas semelhanças que apresenta com algumas realidades passadas (ou presentes).
Neste caso, um ditador é derrubado com a ajuda de uma criança.
Um livro a não perder.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

1 Vela por... 286 brinquedos

Ontem, por volta das 20.00h, na EB 2/3 de Briteiros, a turma do curso de educação formação (EFA - B3), procedeu à entrega do resultado da campanha "1 Vela Por 1 Brinquedo", organizada pela turma citada e que contou com o apoio da turma CEF de Hortifruticultura (da mesma escola).
Numa simples cerimonia que contou com a presença do diretor do AEB, do Presidente da Comissão Social Inter freguesias e do respetivo tesoureiro, os alunos procederam à entrega de 286 brinquedos que, temos a certeza, irão colocar sorrisos em pelo menos mais 286 crianças das juntas de freguesia que fazem parte do território educativo de Briteiros.


A todos quantos participaram/colaboraram (escolas, alunos, professores,comunidade) nesta iniciativa, o NE25A endereça os mais sinceros parabéns e não esqueçam... a solidariedade  e a cidadania fazem-se!

domingo, 16 de dezembro de 2012

Aqui nasceu Afonso Henriques... no CCVF



Aconselhamos o espetáculo “Aqui Nasceu Afonso Henriques”, no Centro Cultural Vila Flor, dia 20 de dezembro (quinta feira), pelas 22h00.
"Em palco vão estar 23 pessoas, escolhidas entre dez grupos de teatro amador que participaram na Mostra Concelhia de Teatro de Amadores que se realizou entre abril e junho deste ano. Esta peça de teatro é, assim, o resultado de um trabalho em rede que, ao longo de 2012, o Tempos Cruzados – Programa Associativo foi desenvolvendo com grupos de teatro amador de Guimarães. 
O texto é um original de Hélder Costa, coordenador artístico, e conta a história da vida de Afonso Henriques.
Os bilhetes têm o custo de 5€ e podem ser adquiridos nos locais dos eventos, nos espaços informativos Guimarães 2012 e no Centro Cultural Vila Flor."

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

1 Vela por 1 Brinquedo... os trabalhos preparatórios




Conforme informamos em espaço anterior, a turma de Educação Formação (B3), da EB 2/3 de Briteiros, lançou a campanha de solidariedade "1 Vela por 1 Brinquedo".
Apraz-nos informar todos aqueles que seguem este espaço que, felizmente, tem sido bastante grande o trabalho de embrulhar os presentes doados.
Os organizadores contam entregar os mesmos no próximo dia 19 de Dezembro, a tempo de  conseguirem por mais um sorriso em mais crianças neste Natal.

A todos quantos tem colaborado com esta iniciativa, a turma EFA (B3), da EB 2/3 de Briteiros, agradece e deseja um Santo Natal.

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Leituras em dia... Melo Antunes: uma biografia politica

Foi apresentado no passado dia 22 de Novembro, a nova obra de de Maria Inácia Rezola intitulada Melo Antunes - Uma Biografia Política.
O livro editado pela Âncora Editora e pela Fundação Calouste Gulbenkian, revela a biografia de uma das personalidades marcantes do período pós 25 de Abril. Certamente uma das obras marcantes sobre Ernesto Melo Antunes (1933-1999) e sobre o período que se segue à "Revolução dos Cravos". 
Segundo Maria Inácia Rezola, através desta obra é possível “acompanhar o fascinante percurso de Ernesto Melo Antunes, um dos protagonistas da Revolução de Abril, contextualizando-o nos momentos determinantes do Século XX português. Uma história de vida, que é também uma parte importante da história contemporânea portuguesa, um exemplo de intervenção cívica a desvendar às gerações mais novas”. 

Uma obra que aconselhamos vivamente.

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Declaração Universal dos Direitos Humanos


Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada pela ONU em 10 de Dezembro de 1948, por um Mundo ainda chocado com a selvajaria causada pela IIª Guerra Mundial (1939-45).
Embora não seja um documento que representa qualquer obrigatoriedade legal, serviu como base para os dois tratados sobre direitos humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) e esses sim, com força legal: oTratado Internacional dos Direitos Civis e Políticos, e o Tratado Internacional dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais.
Neste dia, em que se celebram os 64 anos da assinatura desta Declaração, deixamos a proposta de visitarem a exposição sobre " Direitos Humanos", presente na EB 2/3 de Briteiros, da responsabilidade da turma do Curso de Educação Formação ( B3).

domingo, 9 de dezembro de 2012

Aconselhamos...CEC 2012


"De 13 a 15 de dezembro, Guimarães 2012 propõe um programa de encontros sobre a exposição “Para Além da História”. A iniciativa acontece no Centro Internacional das Artes José de Guimarães, na Plataforma das Artes e da Criatividade. 

A um tempo de apresentação sucede agora o momento do debate crítico em torno não só da configuração da mostra como de obras específicas ou questões nelas abordadas, nomeadamente a da história enquanto teoria das exceções por oposição a uma conceção teleológica da história. 
Estes encontros reúnem um conjunto de convidados, entre artistas e teóricos, abrangendo diversos campos do conhecimento. As sessões de leitura, num total de cinco, serão organizadas em formato de seminário, com análise de textos, obras e imagens, de que será realizada uma síntese e cujo ponto culminante será um debate conjunto entre convidados e participantes.
A inscrição é gratuita e pode ser efetuada, até dia 13 de dezembro, através do formulário aqui disponível. As sessões de leitura estão sujeitas a lotação limitada de 30 pessoas."

Para mais informações, consulta o site da Capital da Cultura (Favoritos).

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Ultima Hora... 1.º Lugar no concurso " Free2Choose"

Recebemos a informação de que o trabalho elaborado pelo NE25A em parceria com a " Oficina de Video - Puerpolis" e realizado pelos membros do NE25A Ana Esteves, Ana Barbosa e Rita Esteves, foi galardoado com o 1º lugar no concurso nacional de videos " Free2Choose", promovido pela Amnistia Internacional.
Com efeito, o " Liberdade Condicionada", que pode ser visualizado no canal NE25A no " YouTube", mereceu esta excelente distinção para um trabalho em prol da cidadania democrática.
À Ana Esteves, Ana Barbosa e Rita Esteves e à Cláudia ( Projeto Puerpolis), o NE25A endereça os mais sinceros e orgulhosos parabéns.

video

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Comissão Coordenadora do MFA na Costa da Caparica

A noticia não poderia ter surgido há 39 anos.
Mas hoje, passados 39 anos, podemos informar que  a 5 de Dezembro de 1973, se reuniu, na Costa da Caparica, a Comissão Coordenadora do MFA. A par de várias decisões tomadas pelo movimento, destaca-se a eleição da direção da comissão, fazendo dela parte o capitão Vasco Lourenço e os majores Otelo Saraiva de Carvalho e Victor Alves ( já falecido). 
Deixamos aqui a nossa singela homenagem.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Dia Internacional das pessoas com deficiência

dia internacional das pessoas com deficiência (3 de dezembro) é uma data comemorativa internacional promovida pelas Nações Unidas desde 1998, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar das pessoas. Procura também aumentar a consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspecto da vida política, social, económica e cultural. 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Reunião de Óbidos... 39 anos após

Passam hoje 39 anos ( 1 de Dezembro de 1973), sobre uma das mais importantes reuniões do Movimento das Forças Armadas (MFA). 
Na vila de Óbidos, reuniram 80 delegados de unidades militares do continente, debatendo alguns dos pontos mais importantes para o movimento de contestação ao regime fascista. 
Nesta reunião foram escolhidos os possíveis chefes a quem o movimento entregaria o poder após a revolução ( Costa Gomes foi o mais votado seguido de António de Spinola)  e foi escolhida a Comissão Coordenadora Executiva do Movimento, composta por 19 elementos (Vasco Lourenço, Otelo Sraiva de Carvalho, Marques Júnior, Sousa e Castro, Luis Macedo, Hugo dos Santos, Salgueiro Maia, Pinto Soares,Manuel Monge, Miquelina Simões, são alguns dos nomes votados).

terça-feira, 27 de novembro de 2012

1 Vela por 1 Brinquedo

Nasceu uma nova campanha de solidariedade da responsabilidade da turma de Educação e Formação de Adultos (B3), da EB 2/3 de Briteiros.
"1 Vela por 1 Brinquedo", pretende e passamos a citar, "...,colocar mais sorrisos, ouvir mais gargalhadas de alegria de crianças que pretendemos ajudar a terem um Natal mais feliz.
Propomos que entregues na tua Junta de freguesia, ou em qualquer estabelecimento de ensino da área do nosso agrupamento, um brinquedo que possa ser novamente utilizado por crianças que dificilmente a eles terão acesso.
Em troca deste donativo, oferecemos uma vela que será acesa no dia 19 de Dezembro, pelas 19.30h (EB 2/3 de Briteiros), durante a entrega de todas as prendas à Comissão Social Castreja (que se encarregará de as distribuir por crianças das diferentes freguesias)."

Nada mais para dizer a não ser parabéns à turma EFA ( B3) e  força pela solidariedade e em prol da comunidade.

domingo, 25 de novembro de 2012

25 de Novembro de 1975... 37 anos após

O fim de um sonho para alguns ( essencialmente os defensores da criação de um sistema politico basista de democracia direta e de cunho popular); o retornar aos ideais mais puros do MFA e da Revolução dos Cravos ( a construção de uma democracia pluralista, ocidental e multipartidária).
O que foi o 25 de Novembro de 1975? Ainda hoje subsistem várias dúvidas que nos levam a citar Maria Inácia Rezola ao afirmar que " houve vários 25 de Novembro...".

Para saberes mais sobre uma das páginas mais marcantes do período revolucionário em curso (PREC), analisa as obras "25 de Abril - Mitos de uma Revolução" de Maria Inácia Rezola, "Capitão de Abril, Capitão de Novembro", do Coronel Sousa e Castro, "Otelo, o Revolucionário", de Paulo Moura e "Vasco Lourenço - do interior da Revolução", de Maria Manuela Cruzeiro.

sábado, 24 de novembro de 2012

Aconselhamos... Operação Outono



Estreou dia 22 de Novembro, o novo filme do realizador Bruno Nogueira.
O " Operação Outono",  é um thriller político sobre o assassínio do General Humberto Delgado pela PIDE, em Fevereiro de 1965, e sobre o polémico julgamento dos elementos da brigada no Tribunal de Santa Clara, após a Revolução de Abril de 1974. Baseado no livro "Humberto Delgado, Biografia do General Sem Medo" de Frederico Delgado Rosa, neto do General, "Operação Outono" é, segundo os críticos, um filme que enfrenta um dos momentos mais marcantes da nossa História, com surpreendentes revelações sobre o assassínio de um homem que se tornou um dos ícones da luta pela Liberdade contra a ditadura de Salazar.

Para saberes mais, segue o "link" ( imagem).

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Aconselhamos... Faz Ciência



Se aconselhamos a "fazer leituras", hoje dizemos "Faz Ciência".
Desta feita, um novo blogue da autoria do professor Victor Martins (docente da  EB 2/3 de Briteiros), onde podes encontrar de tudo para fazeres ciência.

Podes aceder a este novo blogue através do "link" inserido na imagem, ou na coluna de Favoritos.

Os nossos parabéns ao professor Victor Martins.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

O NE25A no Reflexo



Damos nota da noticia inserida no "Reflexo Digital" relativa ao 1º concurso de curtas "Liberdade é...", organizada pelo NE25A.
Agradecemos aos responsáveis do " Reflexo Digital", a cobertura e promoção que continuam a dar ás nossas atividades.

Para veres a noticia, segue o "link" (imagem).

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Aconselhamos... faz leituras

O " Aconselhamos" de hoje diz respeito a um novo blogue. Da responsabilidade da professora Belmira Fernanda (EB 2/3 de Briteiros), o "Faz Leituras" é um espaço dedicado à língua portuguesa nas suas mais diversas e ricas variantes. Podes aceder a este blogue através do "link" colocado na imagem, ou através da barra "Favoritos".
Os nossos parabéns à professora Belmira Fernanda.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Porque não te importas?... Dia Internacional da Tolerância

video

Dia Internacional para a Tolerância foi criado pela ONU para os dias 16 de Novembro de cada ano, como forma de reconhecimento da Declaração de Paris, assinada no dia 12 desse mês, em 1995, tendo sido assinada por 185 Estados

Nela os estados participantes reafirmaram a "fé nos Direitos Humanos fundamentais" e ainda na dignidade e valor da pessoa humana, além de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais, para tanto devendo ser incentivada a prática da tolerância a convivência pacífica entre os povos .
"...Foi então evocado o dia 16 de Novembro, quando da assinatura da constituição da UNESCO em 1945. Remetia, ainda, à Declaração Universal dos Direitos Humanos que afirma:
  1. Todas as pessoas têm direito à liberdade de pensamento, consciência e religião (Artigo 18);
  2. Todos têm direito à liberdade de opinião e expressão (Artigo 19)
  3. A educação deve promover a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações, grupos raciais e religiosos (Artigo 26)."
Revê o filme produzido pelo NE25A " Porque não te importas?"

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Lembrar Stª Cruz...

video
21 anos após o massacre de Stª Cruz (Díli - Timor Leste), a recordação com os Trovante.

Para saberes mais, consulta a noticia que publicamos a 13 de Novembro de 2011

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

39 anos após... Aveiras de Cima

Passam hoje, no anonimato, 39 anos sobre uma das reuniões mais importantes preparatórias da Revolução dos Cravos, realizadas pelo MFA.
Com efeito, no dia 12 de Novembro de 1973, reuniu a Comissão Coordenadora do MFA em Aveiras de Cima. Esta reunião surge no seguimento de uma anterior ( realizada a 10 de novembro ) e em que se agudizam os conflitos no seio da Comissão sobre a evolução do papel do MFA: de um lado, Mariz Femandes e Sanches Osório, defendendo uma ação mais virada para a resolução dos problemas profissionais na mais estrita legalidade; do outro lado, Vasco Lourenço e Diniz de Almeida, defendendo o avanço qualitativo do Movimento, sem exclusão de qualquer hipótese ( incluindo a ação armada). Tal facto leva à demissão da Comissão Coordenadora, a qual se passa a considerar em funções apenas até à eleição, pela Comissão Consultiva, de uma nova Comissão Coordenadora. 

Para saberes mais, consulta os sites da Associação 25 de Abril e o Centro de Documentação 25 de Abril ( UC) - ambos os "links" estão na coluna de favoritos

domingo, 11 de novembro de 2012

Opinião... A propósito de uma visita!

video
Com o devido realce aos autores Marcelo Rebelo de Sousa e Rodrigo Moita de Deus,

"Na Europa os muros de Berlim acabaram em 1989".

sábado, 10 de novembro de 2012



Após a experiência bem sucedida do concurso de fotografia "Liberdade é...", lançado em 2011/12, o NE25A lança um novo desafio com o: 
1º Festival de Curtas " Liberdade é...".
Com as mesmas bases da 1.ª edição, propomos agora a criação de pequenos vídeos (2 minutos), a serem realizados por alunos/professores/membros da comunidade, individualmente/grupo/turma, onde se abordem diferentes perspetivas sobre Liberdade.
O concurso inicia-se em Novembro de 2012, sendo a apresentação dos trabalhos feita em Abril de 2013 durante as comemorações dos " Dias da Revolução 2013".
Esperamos que, mais uma vez, o "Liberdade é..." seja uma excelente mostra de cidadania e do dinamismo de todos.
Para acederes ao regulamento, ficha de inscrição e cartaz do concurso, segue o "link" ( imagem).

Bons vídeos! 


terça-feira, 6 de novembro de 2012

"Primavera Traída"... a Opinião de...

Reativamos a partir de hoje, uma rubrica que tem andado um pouco desaparecida. Trata-se do "Opinião", espaço de divulgação de textos que mostrem a liberdade nas suas diferentes matizes. Este  espaço é da responsabilidade dos autores de cada texto, estando o NE25A aberto à publicação de textos que nos queiram enviar (obedecendo às regras de uma cidadania responsável e democrática).

O texto "inaugural" pertence a Zeferino Lopes, professor de Filosofia da Escola Secundária de Penafiel, ao qual desde já agradecemos a colaboração.


"Primavera traída.

No dia 25 de Abril de 1974, tinha 20 anos e frequentava o 2º ano de Filosofia na Faculdade de Letras do Porto. Fui normalmente para as aulas de bicicleta, mas notei algo de estranho quando cheguei ao velho palacete do Campo Alegre onde funcionava o curso de Filosofia: as portas estavam fechadas e uma colega brasileira, que também chegara de bicicleta, disse-me que havia uma revolta militar em Lisboa e um pouco por todo o país. Fiquei contentíssimo, pois a coisa que mais ansiava era a queda da ditadura bolorenta e pidesca que teimosamente mantinha uma guerra colonial obscena e uma forte repressão social num país, atrasado, medieval, “orgulhosamente só”, de costas voltadas para a Europa… e até para Espanha!
Nos Liceus, que actualmente correspondem às escolas secundárias, havia discriminação de sexos: liceus femininos, o “Carolina” ou o “Rainha”, e masculinos, o “D. Manuel”, agora Escola Secundária Rodrigues de Freitas, ou o “Alexandre”. As meninas não podiam vestir calças e todos eram obrigados a frequentar as aulas de Religião e Moral Católica e a cantar os Heróis do Mar nas aulas de Canto Coral. Eram proibidas as associações de estudantes nos liceus e os ajuntamentos nas ruas. Não havia mais nenhum liceu perto de Penafiel. Nesta cidade existia apenas a Escola Comercial e Industrial, nada mais. Por isso, tive que estudar no D. Manuel onde fiz, depois, estágio de professor de Filosofia. Tive sorte: pertencia a uma minoria de jovens do país que na época estudava e, dentro desta minoria, pertencia à mais reduzida minoria (apenas 0,5% dos jovens da província camponesa prosseguiam estudos!)
O dia 25 foi uma grande festa: apesar do Movimento das Forças Armadas pedir aos cidadãos que se mantivessem em suas casas para não atrapalhar as operações, ninguém quis resistir à tentação de viver os acontecimentos históricos da Libertação do país da mais longa ditadura da Europa ocidental, após a 1ª Guerra Mundial.
Depressa, dentro de mim, a euforia deu lugar à desconfiança:
1º- Spínola, que tinha comandado as forças portuguesas na guerra da Guiné, foi indigitado como Presidente da Junta de Salvação Nacional, uma espécie de governo militar transitório até às primeiras eleições livres e constituintes e formação do 1º Governo Provisório (Civil);
2º- Muitas pessoas que conhecia e que apoiavam o regime deposto, depressa “viraram a casaca” e se mostraram grandes “democratas”, apressaram-se a enfileirar nos partidos mais conhecidos, no PS, no MDP/CDE e até no PCP e, depois da sua formação, no PPD (agora PSD). A sensação que tive e ainda mantenho é que os partidos políticos constituíam o lugar onde existiam mais oportunistas por metro quadrado.  
3º - Gente sem formação de base, sem conhecimento científico ou cultural reconhecido, mas que, à custa do oportunismo e da retórica vazia de ideias (mas cheia de palavras ocas como “liberdade”, “democracia”, “justiça”, “progresso social” que empolgavam as multidões de analfabetos e embrutecidos pela cortina de fumo que constituiu a longa ditadura), depressa subiu os escalões do poder – primeiro dentro dos partidos e, depois, até dentro da hierarquia do Estado, ocupando muitos os lugares de responsabilidade como autarcas, deputados, etc. Daí resultou todo um conjunto de asneiras que, agora, pagamos caro: a destruição, em nome do “progresso”, do património cultural em muitas cidades históricas de que Penafiel é também um mau exemplo (perdemos para sempre um Mercado do séc. XVII em granito e ferro forjado tendo sido implantado, no seu lugar e no centro da cidade, um prédio que a descaracterizou profundamente).
4º - Pouco a pouco essa gente arregimentou-se, como camaleões, nos partidos do poder que alternavam entre si, mas que ocupou, depois dos aparelhos partidários, o aparelho de Estado e legislou, seguindo à letra, o velho adágio popular do mais puro Chico-espertismo: “Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte ou é burro ou não tem arte”. E, assim, fizeram: ele era reformas ao fim de 8 e, depois, 12 anos ao “serviço do povo”; ele era acumulação de reformas sem trabalhar no outro lado, ele era “subsídios de reintegração” seguidos de novos “tachos”; ele era carro do Estado com motorista de farda e boné; ele era “almoços de confraternização”, “viagens e representações”, etc. Arruinaram as Finanças Públicas e deixaram o Povo quase a pedir esmola… não fossem os subsídios da UE de que o povo pouco se aproveitou. Mostravam-se e mostram-se muito zangados na altura das eleições para capitalizar o descontentamento popular e vencer o opositor – o irmão gémeo – mas, quando se tratava de legislar em proveito próprio, a coisa era sempre por grande maioria com os votos do PS e PSD juntos!
Agora há que “reformar o Estado”, “reformar a função pública”, “combater o défice”, mas parece que ninguém foi responsável pela situação a que se chegou! Não! O poder tem sempre razão! Mas os grandes responsáveis mantêm-se no poder, alternando com os votos ingénuos ou, por vezes, quase imbecis de quem ainda não percebeu a marosca. E, para se manterem no poder, precisam de que o Estado possa sustentá-los. Por isso têm que arranjar algum bode expiatório. Para esta função nada melhor que um grupo fraco, dividido, sem força: nada mais nada menos que os funcionários públicos que, pelo que dizem, ganham fortunas e são uns malandros! Depois os professores, outros malandros que aturam os filhos de gente pobre porque os filhos de gente “fina”, da alta-roda da política, não devem estar misturados com os filhos da ralé e, por isso, estudam nos mais caros colégios privados do Porto e Lisboa e até do estrangeiro. Mas estão tão preocupados com a qualidade da escola pública que querem ocupar os professores mais na burocracia e menos na função de ensinar de forma individual e personalizada!  
Estes tiranetes, filhos patéticos do salazarismo, aprenderam bem a lição: a condição para se manterem no poder passa pelo embrutecimento do povo que, alegremente e em todas as eleições, lhes deposita o voto e, assim, os sustenta. Até quando?
Peço desculpa por “obrigar” a pensar, mas essa é (e sempre foi), tal como o moscardo grego Sócrates, a função do cidadão que filosofa."

Zeferino Lopes (Prof. de Filosofia da Escola Secundária de Penafiel, 25 de Abril de 2008, alterado em 9 de Março de 2009)

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A propósito do Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama

Não podíamos deixar passar o dia. 
Assim, é com muito gosto que publicamos um texto da autoria da professora Beatriz Costa (Coordenadora de Educação para a saúde do AVE Briteiros), à qual agradecemos a colaboração.

Para saberes mais, segue o "link" (imagem)

Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama
30 de outubro
"Em Portugal o cancro da mama é o cancro feminino com maior incidência e com maior taxa de mortalidade. Anualmente surgem cerca de 4500 novos casos e morrem 1500 mulheres todos os anos, dados referidos pela Associação Laço que tem como missão promover um impacto significativo na prevenção, diagnóstico e tratamento do cancro da mama no nosso país (em http://www.laco.pt).
Em Portugal são várias as iniciativas, as campanhas e os projetos desenvolvidos com o objetivo de prevenir e diagnosticar atempadamente o cancro da mama, já que 90% dos casos são curáveis, se forem detetados e tratados corretamente.
A escola tem um papel fundamental na prevenção do cancro, designadamente do cancro da mama devido à sua elevada incidência. A Educação para a Saúde abrange áreas essenciais na prevenção do cancro da mama:
§  Alimentação/Atividade Física - promove hábitos alimentares saudáveis e cria atitudes positivas face aos alimentos e à alimentação. Segundo vários estudos, o tipo de alimentação está, de alguma forma, relacionado com o risco de cancro da mama. 
§  Educação Sexual - aumenta conhecimentos e desenvolve competências, atitudes e comportamentos adequados face à sexualidade, designadamente na dimensão biológica, nos conteúdos relativos ao corpo. Segundo alguns autores, o autoexame da mama é uma técnica de prevenção do cancro e todas as mulheres devem realizar a palpação mamária a partir dos 20 anos.
Educar para a Saúde é promover hábitos de vida saudáveis. Portanto, a escola promove conhecimentos, desenvolve competências e cria atitudes primordiais na prevenção do cancro da mama.
A Educação para a Saúde abrange toda a comunidade educativa através de projetos, de programas e da transversalidade curricular. Constitui, assim, um importante contributo para a formação pessoal e social, ganhando cada vez mais relevância na sociedade e na época em que vivemos."
                                                                                                         Beatriz Costa
                                                                            (Coordenadora de Educação para a Saúde do AVE Briteiros)

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

O Consul de Bordéus... estreia a 8 de Novembro



Realizado por Francisco Manso e João Correa, com argumento de António Torrado e João Nunes e interpretações de Vitor Norte, Carlos Paulo, João Cabral, Laura Soveral, Leonor Seixas e São José Correia (entre outros), estreia no próximo dia 8 de Novembro " Aristides de Sousa Mendes - O Consul de Bordéus", o filme que retrata a gesta de Aristides de Sousa Mendes.
Durante a segunda guerra mundial (1939 -1945), com a invasão de França pelas tropas nazis, dezenas de milhares de refugiados começam a formar-se junto do consulado português em Bordéus, na esperança de aí obterem um visto para Portugal de forma a fugirem da barbárie nazi. Obrigado a respeitar a circular de Salazar que determinava a proibição expressa de concessão de vistos a quaisquer refugiados judeus, Sousa Mendes viveu, então, um terrível dilema: se concedesse vistos, arriscava a carreira diplomática e o sustento da sua família; se não o fizesse, todos aqueles milhares de pessoas teriam como destino os campos de concentração nazis.

Aconselhamos vivamente o filme bem como a proposta de leitura que fizemos em 25 de Julho de 2011 " Aristides de Sousa Mendes - Um Homem Bom". Aconselhamos também a visita ao  blogue "Os amigos de Aristides e Angelina de Sousa Mendes" (link na imagem).

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Aconselhamos... " Quem paga o Estado Social em Portugal?"

Em tempos conturbados e de grandes polemicas contradições, mais uma obra que visa o esclarecimento da população em geral, para um tema de grande atualidade.

Editado pela Bertrand, "Quem paga o estado social em Portugal", é a obra coordenada por  Raquel Varela, historiadora e investigadora de História Contemporânea da UNL. 
Ao longo das mais de 400 páginas o grupo coordenado por Raquel Varela, traça os percursos do Estado Social desde os anos 80 e  analisa alguns dos mais importantes equívocos neo-liberais, lançados sobre a prática e ideia do Estado Social.

A não perder.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

As Cidades na História - Congresso Internacional Guimarães 2012



Decorre a partir de hoje e até ao dia 26 de Outubro, na cidade de Guimarães, o Iº Congresso Internacional  - As Cidades na História -, com a temática "População".
O Congresso divide-se em cinco grandes áreas temáticas: a cidade no mundo antigo, na época medieval, moderna, industrial e transição demográfica e, finalmente, a cidade na época atual. Cada uma destas áreas tem uma sessão plenária estruturada em torno de dois conferencistas, um português e outro estrangeiro, e um conjunto de sessões paralelas de apresentação de trabalhos sobre as respetivas temáticas. O Congresso finaliza com uma mesa redonda sobre a cidade do futuro.

Para saberes mais segue o "link" (imagem).

sábado, 20 de outubro de 2012

Mais tristes e mais pobres... Morreu Manuel António Pina


Segue o link (imagem), para mais informações

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Dia Internacional para a erradicação da Pobreza


Segue o "link" ( imagem).

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Colóquio " Judeus Portugueses no Mundo"



O Centro de Estudos Lusíadas e o Departamento de Filosofia (ambos da Universidade do Minho), organizam o colóquio
 "Judeus Portugueses no Mundo". Este colóquio, realiza-se no próximo dia 19 de Outubro, no auditório do "Campus" de Gualtar - Braga, com inicio pelas 09.15h (entrada livre).

Para saberes mais, segue o "link" ( imagem).

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Leituras em dia... " A balada do Ultramar"

Da professora Isabel Alves (membro do NE25A), recebemos a seguinte sugestão de leitura.
" A balada do Ultramar" é uma obra de Manuel Acácio, editado pela Oficina do Livro, que trata da vida de um português radicado em Angola (desde 1951) e que retorna à metrópole no seguimento da Revolução dos Cravos. Essa vinda serve de pano de fundo ao recordar da vida em Angola, num tempo de felicidade por se viver em África, por comparação a um período em que tudo se perde.



sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Nobel da Paz... União Europeia


                                                        











Numa decisão envolta já em alguma polemica (principalmente na Noruega),  o Comité Nobel atribuiu o premio Nobel da Paz à União Europeia (UE). A distinção baseia-se no reconhecimento  pelos avanços na paz e reconciliação dos 27 países integrantes do bloco e para reforçar a solidariedade entre todos, uma vez que o bloco continua a trabalhar para resolver a crise de endividamento que se abateu sobre a zona  euro.
O chefe do comitê norueguês, Thorbjorn Jagland, afirmou que a concessão do prémio é um esforço para encorajar a Europa a se afastar do "extremismo e nacionalismo".
Para saberes mais, segue o "link"(imagem).

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Mo Yan...Nobel da Literatura 2012




A Academia Sueca premiou com o Nobel de Literatura 2012 , Mo Yan ( Guan Moye é o seu nome real), um dos principais escritores em atividade na China, que cinde na sua obra o conto, a história e o contemporâneo.
Segundo a Academia, Mo Yan criou um universo literário de grande complexidade, que, segundo a Academia Sueca, pode ser comparado com o de narradores do nível de Gabriel García Márquez e William Faulkner.
É o primeiro chinês radicado no  seu país a receber o Nobel de Literatura, já que Gao Xijian residia na França e tinha nacionalidade francesa quando ganhou o prémio em 2000.
O Nobel de Literatura 2012, avaliado em 8 milhões de coroas suecas , 20% a menos que no último ano, foi arrebatado pelo poeta sueco Tomas Tranströmer, em 2011, e pelo peruano Mario Vargas Llosa, em 2010.
A semana do Nobel começou na segunda-feira com a concessão do prêmio de Medicina ao britânico John B. Gurdon e ao japonês Shinya Yamanaka e continuou na terça-feira com o anúncio do de Física, ao francês Serge Haroche e ao americano David J. Wineland.
Após a divulgação do Nobel Literatura, a expectativa agora gira em torno do da Paz, que será divulgado nesta sexta-feira, enquanto o de Economia só será anunciado na segunda.
A entrega dos prémios Nobel será feita, de acordo com a tradição, em duas cerimónias paralelas no dia 10 de dezembro - em Oslo para o da Paz e em Estocolmo aos restantes -, coincidindo com o aniversário da morte de Alfred Nobel.

Para saberes mais sobre os prémios Nobel, segue o "link" ( imagem)

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Aconselhamos... Conferência na UM


Numa organização do Núcleo de Educação para os Direitos Humanos, decorre hoje no Instituto de Educação da Universidade do Minho (17.00h), a conferência proferida por Mariano Fernandez Enguita (Universidade Complutense de Madrid), subordinada ao tema "La Educacion como ( un) eje de la justicia social".

A não perder!

sábado, 6 de outubro de 2012

Dia Nacional dos Castelos... a 7 de Outubro


O Dia Nacional dos Castelos comemora-se no dia 7 de Outubro. Este Dia Nacional dos Castelos foi instituído em 1984 com o propósito de promover atividades ao longo do país relativamente aos castelos, fortes e outros tipos de fortificações, já que estes revelam ser uma importante parte da história e refletem a forma como se vivia diariamente, como se organizava a sociedade, como era a cultura da época, etc.
Assim aconselhamos uma visita ao Castelo de Guimarães onde poderá, durante o dia 7 de Outubro, participar num conjunto de atividades desenvolvidas pelo "Paço dos Duques de Bragança". 
Para mais informações, segue o "link" (imagem).

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Revisitando o 5 de Outubro de 1910



Comemora-se a nível oficial, pela ultima vez num espaço de tempo definido, o 5 de Outubro de 1910 (Instauração da República).
Deixamos aqui uma pequena apresentação "ppw" ( link na imagem), que pode ser utilizada por professores e educadores, como base de apoio à explicação do que foi a Instauração da República (na para uma análise exaustiva do tema mas como motivação).

Aconselhamos também a utilização dos 3 filmes realizados pelo NE25A, sob o título " Noticiário - O Ultimato Britânico", "Noticiário - O Regícidio", " Noticiário - O 5 de Outubro de 1910" (podem ser descarregados da barra novidades ou do canal NE25A no YouTube)

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

A obra e a vida de Robin Fior


O designer britânico Robin Fior, 77 anos, autor de cartazes políticos da Revolução do 25 de Abril e do símbolo do Movimento de Esquerda Socialista, morreu no sábado, 29 de Setembro, em Mafra.
Nascido em 1935, em Londres, Robin Fior veio para Portugal atraído pelas mudanças políticas que já se prenunciavam no período anterior ao 25 de Abril, e criou vários cartazes para os movimentos de libertação de antigos territórios africanos sob administração portuguesa.
Fior foi também autor do símbolo do Movimento de Esquerda Socialista (MES), que congregou personalidades como Jorge Sampaio, Augusto Mateus, Ferro Rodrigues e Nuno Teotónio Pereira, tendo composto o design gráfico do órgão oficial do partido, o jornal Esquerda Socialista, durante alguns meses.
Criou cartazes, jornais, livros, panfletos e folhetos, alguns deles incluídos em exposições itinerantes e em colecções espalhadas pelo mundo, como a The British Social Poster, na Rússia.
Fez campanha pelo desarmamento nuclear e foi editor de arte da editora livreira britânica independente Pluto Press.
Os cartazes criados em Portugal no período da revolução do 25 de Abril foram na altura considerados surpreendentes, pela ousadia e modernidade.
Ao longo da carreira, e sobretudo entre os anos 1950 e 1980, Robin Fior acreditava que a prática do design era, só por si, uma actividade política, pela mensagem que transmitia. 

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

A Maioria Silenciosa... 28 de Setembro de 1974 e o inicio do PREC

             

A evolução do processo político após o 25 de Abril de 1974, rapidamente originou divisões entre as diferentes personagens, em particular entre a esquerda revolucionária que pretendia um processo de transformações sociais mais profundas e os sectores mais conservadores e, entre o movimento de capitães (MFA) e o General António de Spínola. Nos meses que se seguiram à restauração da democracia, esses sinais de conflitualidade tornaram-se cada vez mais indisfarçáveis.
28 de Setembro foi a data acordada para a manifestação da "Maioria Silenciosa" que tinha por alvo o reforço da posição do Presidente da República António de Spínola e que era apoiada por franjas da direita portuguesa ( relembramos os casos de partidos como o Partido do Progresso e o Partido Liberal).
Os cartazes de apelo à manifestação da maioria silenciosa invadiram Lisboa, mas eram prontamente destruídos por militantes de esquerda (exemplo da 1ª imagem deste artigo)
Dada a autorização para a realização da manifestação, o governo fez saber a sua discórdia relativamente ao seu objectivo e o COPCON (comandado por Otelo Saraiva de Carvalho), preparou uma operação que incluía a prisão de membros ligados à manobra da maioria silenciosa. Surgiram apelos das forças de esquerda para que os seus militantes montassem barricadas nas entradas de Lisboa (o que sucedeu também noutras partes do país - ver a 2ª imagem deste artigo). O plano da manifestação abortou e o evento acabou por não se realizar. No entanto, o distanciamento entre o Presidente da República e o MFA era cada vez mais acentuado, sobretudo depois de Vasco Gonçalves ter sucedido a Palma Carlos (primeiro ministro). A ruptura parecia inevitável e consumou-se a 30 de Setembro, quando Spínola discursa à nação, denuncia as manobras dos sectores da esquerda e demitindo-se de seguida.
Costa Gomes ocupou o lugar deixado vago pela abdicação de Spínola e, fazendo jus à sua personalidade meticulosa, declara que aqueles que planeiam a longo prazo não têm necessidade de se preocupar com os apoios mas com a forma de agir.
Estas ocorrências, estão inscritas na história do PREC (Processo Revolucionário Em Curso) pela esquerda, como manobras reaccionárias para desvirtuar os objectivos económicos e sociais do 25 de Abril, originaram uma radicalização desse mesmo processo, uma "viragem à esquerda" que se iria acentuar em 11 de Março de 1975