sábado, 28 de junho de 2014

28 de junho de 1914... 100 anos do assassinato de Sarajevo

video

No dia 28 de junho de 1914, em Sarajevo capital da província austríaca da Bósnia-Herzegovina, na região dos Bálcãs, ocorreu um atentado que mudou o destino de milhões de europeus e de boa parte do mundo. O arquiduque Francisco Ferdinando (herdeiro ao trono austro-húngaro) e sua esposa, Sofia Chotek, foram assassinados a tiros por um jovem de origem sérvia, chamado Gavrilov Princip. O terrorista com aqueles disparos demonstrou o repúdio do seu grupo étnico à presença austríaca, num ato que tomou dimensões catastróficas. 
A morte de Francisco Ferdinando pode ser considerada como a gota de água que fez transbordar o cálice das disputas e rivalidades entre os diversos países europeus, em concorrência pela hegemonia desde 1871. De 1871 a 1914 a realidade do continente é marcada pelo agravamento das disputas por mercados, territórios coloniais e predomínio na geopolítica europeia. 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Aconselhamos... um sábado em familia

No Centro Internacional das Artes José Guimarães, no próximo dia 5 de Julho, António Fontinha e Tatiana dos Santos, desenvolvem mais uma sessão especial de contos, com a duração de 60 minutos.
Para além da habitual passagem pelo universo da coleção de José de Guimarães, poderemos ouvir contos junto das peças de Rosa Ramalho, Mistério, Franklin Vilas Boas e Quintino Vilas Boas Neto, artistas populares notáveis que integram a exposição “Ernesto de Sousa e a Arte Popular”.
O preço é de 2€ por pessoa e esta atividade está sujeita a marcação prévia com 48h de antecedência através do e-mail: servicoeducativo@aoficina.pt

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Aconselhamos... "Nove em cada dez professores do 3.º ciclo sentem que profissão é desvalorizada pela sociedade"

Da responsabilidade de Maria João Lopes e inserido na edição de 25/06 do jornal "Público", aconselhamos a análise do artigo que a seguir transcrevemos:

"A esmagadora maioria dos professores do 3.º ciclo em Portugal considera que a profissão é desvalorizada pela sociedade. No relatório TALIS (Teaching and Learning International Survey) de 2013, publicado nesta quarta-feira pela OCDE, só 10,5% dos inquiridos portugueses é que acha que a sociedade valoriza quem ensina, quando a média dos 34 países analisados se situa nos 30,9%.
Apesar disso, em Portugal, 70,5% dos docentes considera que as vantagens de ser professor claramente ultrapassam as desvantagens – a média é 77,4%. Questionados sobre se pudessem decidir outra vez, continuariam a escolher ser professores, 71,6% acabou por responder afirmativamente (a média é 77,6%). Mas, mesmo assim, há 44,5% que se pergunta se teria sido ou não melhor escolher outra profissão, contra uma média de 31,6%. E há 16, 2% que se arrepende de ter feito esta opção – neste caso, a média é de 9,5%. Apesar de se sentirem mais desvalorizados pela sociedade do que a média dos restantes países, estes docentes estão mais satisfeitos com a profissão que têm do que a maioria dos colegas estrangeiros. Em Portugal, 94,1% dos docentes portugueses deste nível de ensino estão satisfeitos com a profissão, sendo a média ligeiramente inferior (91,1%).
 Desproporção entre professoras e directoras
O relatório também indica que o típico professor do 7.º ao 9.º ano em Portugal é uma mulher de 45 anos, com 19 anos de experiência em ensinar e com formação em ensino. E que há uma desproporção entre o número de mulheres professoras e aquelas que são directoras de escolas. Em Portugal, 73,2% destes docentes são mulheres (a média é 68,1%), mas apenas 39,4% são directoras de escolas (contra 49,4%). Em Portugal, a idade das mulheres em cargos de direcção nas escolas ronda os 52 anos (nos restantes países, é cerca de 51,5) e têm sete anos de experiência naquela função, quando a média é 8,9. Ou seja, as directoras são ligeiramente mais velhas e ocupam menos tempo aquelas funções. Na maioria dos países, os directores frequentam um programa/curso de formação de professores antes de assumirem o cargo, mas em Portugal 45% dos directores nunca o fez. E só 40% dizem ter tido formação para a liderança (a média é 67.1%). Em comparação, a maioria dos directores está satisfeita com o trabalho que tem – 98,1% para uma média de 95,6%  e 30,4% acreditam que ser professor é valorizado na sociedade, sendo a média de 44%.
 Indisciplina
Os professores também são, em média, mais velhos (44,7 anos) do que nos outros países (42,9) e passam mais anos a ensinar – 19,4 anos para uma média de 16,2. Em Portugal, 82,1% dos docentes completaram estudos ou formação na área da educação, quando a média é 89,8%. Sobre a gestão das aulas, 75,8% do tempo é gasto de facto a ensinar (a média é 78,7%), o que significa que os restantes 24% são gastos em tarefas administrativas (8%) e a manter a ordem na sala de aula (15,7% contra uma média de 12,7%). O relatório também indica que 39,9% destes docentes dizem ter de esperar bastante para os alunos se acalmarem no início das aulas, contra uma média de 28,8%. 40,4 perde muito tempo por causa de estudantes que interrompem a aula –  contra média de 29,5%. E 31,1% considera haver muito ruído perturbador na sala, para uma média de 25,6%. O facto de os alunos chegarem atrasados é apontado por 58% dos directores, um valor também acima da média que se situa nos 51,8%. Os atrasos juntam-se ao vandalismo e aos roubos, enquanto situações que acontecem semanalmente, e neste caso representam uma percentagem de 7,4%, quando a média é de 4,4%. O uso e posse de drogas e álcool corresponde a 3,6%, acima dos 1,2% de média. As lesões físicas provocadas por violência entre os alunos correspondem a 5% dos comportamentos apontados, quando a média é 2,3%, e a intimidação ou agressões verbais a professores ou funcionários é de 5,5% contra uma média de 3,4%. Os professores portugueses abrangidos neste estudo têm uma componente lectiva que ronda as 21 horas por semana, acima da média que é 19 horas, e também passam mais tempo a preparar e planear aulas (nove horas por semana, duas acima da média), e dez horas semanais a marcar e corrigir trabalhos, o dobro da média. Portugal é ainda um dos cinco países em que os docentes que dizem ter mais horas de trabalho são também aqueles que tendem a ter níveis mais baixos de satisfação. Segundo o relatório, a média de alunos em Portugal por escola ronda os mil e é quase o dobro da média. "

fonte: Jornal "Público" - jornalista Maria João Lopes

terça-feira, 24 de junho de 2014

24 de junho... o dia 1 de Portugal



Foi para o historiador português José Mattoso, “a 1.ª tarde portuguesa”, assumindo que a batalha de S. Mamede foi o ato fundador da nacionalidade. 
A batalha teve lugar a 24 de Junho de 1128 e resulta do choque de duas linhas  que se    confrontavam há muito anos: por um lado a fidalguia do Ribadouro (região entre o Rio Douro e o Rio Minho) cabeça do Condado Portucalense e com forte pendor autonomista e que encontra em Afonso Henriques a sua bandeira, e por outro o partido de D. Teresa, que após a sua união com Fernão Peres de Trava (da principal família galega) mudou a sua posição autonomista para uma mais integracionista no Reino de Leão.
Para saberes mais sobre as comemorações do 24 de junho – 886.º aniversário da batalha de S.Mamede, segue o “link” (imagem).

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Aconselhamos... Portal Infocursos



Aconselhamos a todos aqueles que se encontram a fazer a escolha de curso superior a frequentar, a visita ao novo portal "Infocursos", da responsabilidade da  Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência  e da Direção-Geral do Ensino Superior.

Neste portal estão disponíveis  informações sobre todos os cursos de licenciatura e mestrado integrado ministrados em Portugal e registados na Direção-Geral do Ensino Superior até 31 de Dezembro de 2013.

Para visitares este portal e ajudar às tuas escolhas, segue o "link" (imagem).

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Sophia de Mello Breyner no Panteão




O corpo da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, vai ser trasladado no próximo dia 2 de julho para o Panteão, dez anos após a morte da poetisa. Segundo a diretora do Panteão, a poetisa ficará numa arca tumular na mesma sala de Aquilino Ribeiro e Humberto Delgado.


Para saberes mais sobre este enorme vulto da cultura portuguesa, segue o “link” (imagem).

domingo, 15 de junho de 2014

Entrega de prémios do "Liberdade é... cria o teu mural"


Perante dezenas de participantes de todas as escolas e agrupamentos premiados, o NE25A e a Taipas Termal, procederam ontem à entrega dos prémios aos trabalhos selecionados pelo juri do concurso "Liberdade é... cria o teu mural".

A todos quantos quiseram participar, o nosso muito obrigado.







sexta-feira, 13 de junho de 2014

Livro digital... "Liberdade é... cria o teu mural"


Publicamos hoje a totalidade dos trabalhos apresentados ao concurso "Liberdade é... cria o teu mural". Para veres todos os trabalhos, incluindo os premiados, segue o "link
(imagem) ou vai à coluna das "Novidades" (lado direito deste blogue) e descarrega o ficheiro.

Aproveitamos também para informar que amanhã, 14 de junho, pelas 18.00h, nos Banhos Velhos (Caldas das Taipas), vamos proceder à entrega pública dos prémios aos trabalhos selecionados pelo juri do concurso " Liberdade é... cria o teu mural".

Aparece!

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Liberdade é...cria o teu mural - premiados ensino secundário

Ensino Secundário


1.º Lugar

Liberdade é… musica!
Pedro Duarte Ribeiro Costa
Escola Secundária Francisco de Holanda



2.º Lugar

Vozes Aprisionadas
Francisca R. Barros – Ruben Cardoso
Escola Secundária de Caldas das Taipas


3.º Lugar

Demagogia
Pedro Lopes-Adrien Macedo-Nuno Ferreira
Escola Secundária de Caldas das Taipas


terça-feira, 10 de junho de 2014

10 de Junho de 2014...Dia de Portugal


Queria que os Portugueses

Queria que os portugueses 

tivessem senso de humor 
e não vissem como génio 
todo aquele que é doutor 

sobretudo se é o próprio 
que se afirma como tal 
só porque sabendo ler 
o que lê entende mal 

todos os que são formados 
deviam ter que fazer 
exame de analfabeto 
para provar que sem ler 

teriam sido capazes 
de constituir cultura 
por tudo que a vida ensina 
e mais do que livro dura 

e tem certeza de sol 
mesmo que a noite se instale 
visto que ser-se o que se é 
muito mais que saber vale 

até para aproveitar-se 
das dúvidas da razão 
que a si própria se devia 
olhar pura opinião 

que hoje é uma manhã outra 
e talvez depois terceira 
sendo que o mundo sucede 
sempre de nova maneira 

alfabetizar cuidado 
não me ponham tudo em culto 
dos que não citar francês 
consideram puro insulto 

se a nação analfabeta 
derrubou filosofia 
e no jeito aristotélico 
o que certo parecia 

deixem-na ser o que seja 
em todo o tempo futuro 
talvez encontre sozinha 
o mais além que procuro. 


Agostinho da Silva, in 'Poemas'


segunda-feira, 9 de junho de 2014

Liberdade é...cria o teu mural - premiados 3.º Ciclo


3.º CEB


1.º Lugar

Liberdade Infinita
9.º B
EB+S de Vila Nova de Cerveira



2.º Lugar

Não Silencies... Grita!
9.º C

AE Briteiros


3.º Lugar

Da Ditadura À Liberdade
9.º D

AE Arqueólogo Mário Cardoso

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Dia D... hoje no National Geographic


Aconselhamos a visualização do documentário "Dia D - O Sacrifício", que passa hoje no canal por cabo National Geographic 

"Dia D - O Sacrifício" é inteiramente constituído por imagens de arquivo - muitas provenientes de filmes amadores - que foram encontradas em cinematecas e coleções particulares um pouco por todo o Mundo.
Cerca de 85% das imagens nunca foram divulgadas para 
grandes públicos. 
Os 90 minutos são resultado de uma recolha de mais de 150 horas de filmes encontrados depois de uma exaustiva pesquisa que durou anos.


video

Dia D... 70 anos após


Designa-se por Dia D, o conjunto de desembarques na levados a cabo pelos Aliados, a 6 de junho, de 1944. A chamada Operação “Overlord”, significou o principio do fim para o regime nazi e para as potências do Eixo, no teatro de operações Europeu da 2ª Guerra Mundial.
O assalto foi realizado em duas fases: um assalto aéreo de 24 mil britânicos, norte americanos, canadianos e  franceses (do exército da França Livre) aerotransportados pouco depois da meia-noite e um desembarque anfíbio da infantaria aliada e divisões blindadas na costa da França, com início às 6:30 da manhã. Havia também as operações de engodo montado sob os codinomes Operação Glimmer e Operação Tributável para distrair as forças da Alemanha nazis.

A operação foi a maior invasão anfíbia de todos os tempos, com o desembarque de mais de 160 mil soldados em 6 de junho de 1944. 195.7004 marinheiros das marinhas navais e mercantes aliadas em mais de 5.000 navios foram envolvidos na operação. Os desembarques ocorreram ao longo de um trecho de 80 km na costa da Normandia dividida em cinco setores nas célebres praias com os nomes de código Utah, Omaha, Gold, Juno e Sword.


Para recordarmos este dia, propomos que vejas estas fotos de algumas das zonas que há 70 anos, foram palco dos mais sangrentos combates na Normandia. Estas fotos foram-nos cedidas pela professora Lucinda Palhares (membro do NE25A).




quinta-feira, 5 de junho de 2014

Caminhada Solidária... Liga Portuguesa Contra o Cancro




Aconselhamos todos aqueles que nos seguem a participarem no próximo domingo, nas Taipas, na Caminhada Solidária cuja receita reverterá a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro (do Núcleo Regional do Norte). Para esta iniciativa, que se faz a par da na 9.ª Corrida das Taipas, os interessados podem inscrever-se na secretaria da Junta de Freguesia de Caldelas com  um custo de 3 euros (oferta de uma camisola).
A caminhada tem inicio agendado para as 10 horas (concentração às 9.30h na Junta de Freguesia de Caldelas), meia hora antes do início da 9.ª corrida de Caldas das Taipas.

quarta-feira, 4 de junho de 2014

25 anos depois... 1989 e o massacre de Tian'anmen ( Praça da Paz Celestial)



O Protesto na Praça da Paz Celestial (Tian'anmen) em 1989,em Beijing (Pequim), ficou mais conhecido como Massacre de Tian'anmen  e consistiu numa série de manifestações lideradas por estudantes na República Popular da China, que ocorreram entre os dias 15 de abril e 4 de junho de 1989. O protesto recebeu o nome do lugar em que o Exército Popular de Libertação Chinês sufocou o protesto. 
O acontecimento que iniciou os protestos foi o falecimento de Hu Yaobang (ex-Secretário Geral do Partido Comunista chinês, tido como adepto de reformas e de uma liberalização do regime). Os protestos basearam-se em greves de estudantes, greves de fome, ocupação da Praça de Tian'anmen, marchas pacíficas nas ruas de Pequim, tudo isto difundido por canais de comunicação globais.
A partir daqui, foram enviadas tropas para sufocar a contestação (4 de junho), o que provocou um elevado número de mortos e feridos (segundo fontes da Cruz Vermelha chinesa 2.600 mortos, 2 mil cidadãos feridos e 400 soldados).
Um dos  momentos marcantes deste massacre é filme (em primeiro lugar a foto da AP e da Reuters), transmitido por grandes cadeias de televisão ocidentais (CNN e BBC) a 5 de junho, em que um simples homem, de pé, faz frente a uma coluna de tanques, conseguindo travar o seu avanço. O homem continuou de pé desafiante, encarando os tanques durante um longo período de tempo, antes de ser expulso do lugar.
Apesar dos esforços feitos até hoje, a identidade deste “Homem dos Tanques”, permanece uma incógnita.

Revê este momento no filme que se segue


video


terça-feira, 3 de junho de 2014

Liberdade é...cria o teu mural-premiados 2.º Ciclo

2.º CEB
(2.º Ciclo)

1.º Lugar

Ventos de Abril
6ºC
Sara, José Manuel, Leonardo, Adriana
AE Afonso Henriques



2.º Lugar

25 de Abril... sempre!
6.º D
AE Virginia Moura


3.º Lugar

Um Sonho
6.º D
AE Afonso Henriques


domingo, 1 de junho de 2014

Liberdade é... cria o teu mural - premiados 1.º Ciclo

1.º CEB
(1.º Ciclo)

1.º Lugar
Liberdade é ser criança
turma do 1º ano - EB1 Alto da Bandeira- AE Afonso Henriques


2.º Lugar
Eu escolho!
EB1 de Stª Maria - AE de Briteiros

3.º Lugar
Liberdade é... deixar voar o pensamento
"Os Estrelinhas" - EB1 da Pegada - AE Francisco de Holanda