quinta-feira, 27 de maio de 2010

O inicio da Ditadura.





A Revolução de 28 de Maio de 1926,ou Golpe de 28 de Maio de 1926 ou Movimento do 28 de Maio,foi conhecido pelos construtores do Estado Novo como a Revolução Nacional. O Golpe de 28 de Maio de 1926 foi um pronunciamento militar de índole ditatorial, ferozmente nacionalista e anti-parlamentar, iniciado em Braga e comandada pelo general Gomes da Costa, tendo a adesão imediata de cidades como Porto,Lisboa, Évora, Coimbra e Santarém. Com o triunfo do movimento, a 6 de Junho de 1926, na Avenida da Liberdade, em Lisboa,Gomes da Costa desfila à frente de 15 mil homens, sendo aclamado pelo povo da capital. Era o fim da experiência democrática parlamentar da Primeira República. Com o golpe surge a chamada Ditadura Nacional ( Militar), que posteriormente e após a aprovação da Constituição de 1933, se transforma em Ditadura do tipo fascista ( Estado Novo). O regime ditatorial vigorou em Portugal durante 48 anos até ao 25 de Abril de 1974 ( Revolução dos Cravos). Assim, hoje, dia 28 de Maio de 2010, recordemos o 84º aniversário do inicio de um período que marcou as páginas de Portugal, com cores que não devemos esquecer para não as semear de novo.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Leituras em Dia... " Do Interior da Revolução"



A partir de agora e com a periodicidade possível ( tentaremos que seja quinzenalmente), vamos colocar as nossas Leituras em dia. Trata-se de uma nova rubrica em que mostraremos aqueles que para nós, poderão ser os livros mais interessantes/emblemáticos, da Revolução dos Cravos.
Hoje mostramos o primeiro. Trata-se do livro de Vasco Lourenço ( um dos maiores protagonistas do 25 de Abril de 1974, membro da Comissão Coordenadora do MFA, membro do Conselho de Estado e do Conselho da Revolução, primeiro subscritor do célebre Documento dos Nove, presidente da A25A), " Do Interior da Revolução". Neste livro, elaborado a partir de entrevistas feitas entre 1992 e 1995 a Maria Manuela Cruzeiro ( CD25A - UC), Vasco Lourenço percorre todo o seu trajecto político/militar/pessoal desde os tempos de 1942, em Lousa ( Castelo Branco) até ao 25 de Novembro de 1975. Este livro é editado pela Âncora Editora e pelo Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Banda desenhada




Já passaram alguns tempos deste a nossa última publicação de bandas desenhadas, realizadas pelos alunos da turma D, do 8º ano. Publicamos hoje a quarta, da autoria da Tatiana. Siga o link ( na imagem), para descarregar este material.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Fintas de Barco News


É com muito prazer que mostramos aqui no nosso blogue, o primeiro número do " Fintas de Barco News". Este jornal de escola é da responsabilidade de todas as crianças, alunos e professores da EB1/JI de Barco. Parabéns!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

O Poder Local e o 25 de Abril

No passado dia 12 de maio pelas 10.00h, a convite do NE25A, deslocou-se à E.B. 2/3 de Briteiros,o Dr. António Magalhães ( Presidente da Câmara Municipal de Guimarães). Esta visita inseriu-se no âmbito dos "Dias da revolução", realizados entre 12 e 16 de Abril. O Dr. António Magalhães ,que na altura não pode estar presente e perante um público constituído por turmas de 5º ano, 6º ano, 9º ano, professores, convidados e membros do Núcleo, dissertou sobre o tema " Poder Local em Democracia". Durante 60 minutos, o Dr. António Magalhães traçou o quadro dos municípios no período anterior ao 25 de Abril, mostrou as enormes diferenças resultantes da Revolução e traçou um quadro sobre o futuro das mesmas e do nosso país.
O Núcleo de Estudos 25 de Abril agradece mais uma vez a todos aqueles que contribuíram para o sucesso de mais esta iniciativa.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Barrigas e Magriços - nova publicação


Após alguns pedidos que recebemos ultimamente e após a devida autorização da Junta de Freguesia de Portimão, publicamos novamente a colaboração do nosso amigo professor Salgado Almeida: editado pelo Junta de Freguesia de Portimão, o livro de Álvaro Cunhal ( antigo secretário geral do PCP, várias vezes preso pela PIDE), " Barrigas e Magriços" . Neste o autor conta, numa versão muito própria, a desigualdade, a injustiça, as bases de um sistema opressivo, para crianças. Siga o " link" na imagem, para descarregar o documento.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

O nosso 2º documentário

Com base nos trabalhos realizados pela turma do 3º ano da EB1/JI de Barco, o NE25A ( com o apoio da Oficina de Video da Puerpolis") realizou este pequeno documentário sobre a apresentação dos trabalhos da turma citada. A todos quantos colaboraram os nossos parabéns pelo trabalho desenvolvido.


video

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Finalmente A Liberdade

O Núcleo tem o prazer de publicar o trabalho " Finalmente A Liberdade", realizado pela Carina Guimarães Ribeiro, aluna do 3º ano, da EB1/JI de Briteiros, com a orientação da respectiva professora. Na nossa opinião, trata-se de um trabalho excelente e desde já endereçamos os nossos parabéns à Carina. Para descarregarem o trabalho, sigam o link ( imagem).

terça-feira, 4 de maio de 2010

O Núcleo e os Dias da Revolução... na Imprensa
















Estes são alguns dos ecos das nossas iniciativas publicados por órgãos da Comunicação Social. Além destas, foram publicadas noticias do NE25A no " Reflexo", "Agência Lusa", Guimarães TV e Canal Guimarães. A todos agradecemos a visibilidade que deram ao Núcleo.

Ultima Hora...

É com muito prazer que o NE25A informa todos os interessados que o Dr. António Magalhães, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, estará na E.B 2/3 de Briteiros, no próximo dia 12 de Maio, pelas 10.00h. Esta presença insere-se na actividade " Dias da Revolução", com a palestra " A importância do poder local em Democracia", que não se pode realizar no passado dia 16 de Abril.

sábado, 1 de maio de 2010

O Primeiro 1º de Maio... em Liberdade



Tudo se inicia em 1886,quando se realiza uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos da América. Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA. No dia 3 de Maio houve um pequeno levantamento que acabou com uma escaramuça com a polícia e com a morte de alguns manifestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, tendo terminado com o lançamento de uma bomba por desconhecidos para o meio dos polícias que começavam a dispersar os manifestantes, matando sete agentes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.

Três anos mais tarde, a 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago.

Em Portugal, só a partir do 25 de Abril de 1974 (Revolução dos Cravos), é que se voltou a comemorar livremente o Primeiro de Maio e este passou a ser feriado. Durante a ditadura do Estado Novo, a comemoração deste dia era reprimida pela polícia. O Dia Mundial dos Trabalhadores é comemorado por todo o país, sobretudo com manifestações, comícios e festas de carácter reivindicativo, promovidas pela central sindical CGTP - Intersindical (Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical) nas principais cidades de Lisboa e Porto, assim como pela central sindical UGT (União Geral dos Trabalhadores).